Loading...
BrasilEleições 2020EstadoGeralRio das Ostras

Rio das Ostras: irresponsabilidade da Câmara deixa Prefeitura sem Orçamento, ameaça serviços públicos e funcionários podem ficar sem salários

Graças à irresponsabilidade da Câmara, Rio das Ostras pode passar maus bocados neste início de ano. Isso porque, como os vereadores até agora não votaram a Lei Orçamentária Anual (LOA), que tinha como prazo 15 de dezembro, o Governo não tem autorização para gerir os recursos do município.

Na prática, obras podem ser paralisadas, compras de remédios suspensas e pagamentos a empresas terceirizadas podem atrasar gerando um efeito cascata. Segundo fontes do Blog, já tem empresário na cidade precavendo seus funcionários sobre possíveis atrasos salariais.

Não bastasse isso, serviços como a coleta de lixo estão sob ameaça de serem interrompidos pelo mesmo motivo. Na Câmara, Robinho (MDB) discursou esta semana em apoio ao prefeito, Marcelino da Farmácia (PV), que vai precisar de habilidade política e jurídica para impedir o caos provocado, sobretudo, pelos vereadores Fabio Simões, Misaías, Marciel e Rodrigo da Aposentadoria.

Isso porque, graças aos votos contrários do quarteto de oposição, o Governo não obteve os dois terços que precisava para aprovar o texto enviado anteriormente. Com isso, a Prefeitura teve que refazer a peça orçamentária, reenviar ao Legislativo e agora aguarda que os vereadores, enfim, votem e aprovem a matéria. Mas, fica a dica: se o caminhão do lixo não passar na sua porta ou se o salário atrasar, já sabe na porta de quem bater, né não?!

A conferir!

%d blogueiros gostam disto: