Nova Friburgo: depois de chamar Sérgio Moro de ‘juiz ladrão’, Glauber Braga enfrenta fúria das redes sociais

A cena que, certamente, envergonha o Parlamento brasileiro e que rodou o mundo esta semana, tem – entre os protagonistas – um friburguense: Glauber Braga (PSOL). O deputado foi o responsável pela confusão que antecipou o fim da audiência com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, no plenário da CCJ.

Tudo começou quando o filho da ex-prefeita, Saudade Braga, chamou Moro de “juiz ladrão”. E mais: o parlamentar disse que o ministro ‘vai estar nos livros de história como um juiz que se corrompeu, como um juiz ladrão’. 

“A população brasileira não vai aceitar como fato consumado um juiz ladrão e corrompido que ganhou recompensa para fazer com que a democracia brasileira fosse atingida”, esbravejou o parlamentar.

Mas, os ataques de Glauber ao ministro repercutiram negativamente contra o próprio deputado. Nas redes sociais, as críticas e memes com a imagem do deputado pessolista se multiplicaram. E a fúria de quem defende o ex-magistrado responsável pelo sucesso da Operação Lava Jato.

Em bom português, na tentativa de polarizar e ganhar notoriedade, Glauber deu mais um tiro no pé.