Loading...
Macaé

Macaense e professor do IFF, cunhado de vereador desenvolve método e UENF recebe patente na área de petróleo

‘Um orgulho para Macaé’. Essa é a forma como Cristiano Gelinho (Cidadania) definiu a conquista do cunhado e professor do IFF, Raphael Ferreira Luz, que teve sua tese de doutorado transformada em método alternativo de enriquecimento de compostos do petróleo e que acaba de ser o primeiro da UENF patenteado em 2020. A pesquisa pode mudar a rotina de análise nos laboratórios de geoquímica orgânica.

O objetivo da pesquisa de doutorado do macaense, desenvolvida num período de quatro anos, foi criar um método de enriquecimento de frações obtidas do petróleo, com fins de análise específica de biomarcadores. Segundo a professora Georgiana Feitosa da Cruz, do setor de Geologia e Geoquímica do LENEP/UENF – que orientou Raphael, a análise de biomarcadores é uma das ferramentas mais importantes na geoquímica orgânica.

Georgiana explica que biomarcadores são compostos que sofreram pouca alteração ao longo do tempo geológico e podem fornecer informações relevantes, como o tipo de matéria orgânica que originou o óleo, por exemplo. No entanto, como o petróleo é uma mistura muito complexa, esta análise necessita de um enriquecimento prévio das frações, o que é feito principalmente com peneiras moleculares.

Segundo Raphael, o uso de beta-ciclodextrina, que é extensamente utilizada em outras áreas de estudo, como farmacologia, por exemplo, é inédito para esta área e se mostrou eficiente para o enriquecimento de grupos específicos de compostos.

“O método exige um aparato simples, tem um tempo de resposta relativamente rápido e baixo custo, além de poder ser aplicado em petróleos de diferentes densidades. Outro diferencial deste método é o fato de os resultados apresentarem inclusão seletiva de determinadas classes de compostos”, explica.

%d blogueiros gostam disto: