Carregando...
Macaé

Macaé: Welberth é vítima da primeira ‘granada sem pino’ deixada por Dr. Aluizio antes de sair do Governo. Entenda!

Na TV, o quadro de ‘pegadinhas’ se popularizou e, ao que parece, o ex-prefeito, Dr. Aluízio (PSDB), é fã deste tipo de ‘brincadeira’ também na política. Antes de apagar as luzes do gabinete que ocupava no 4o andar da Prefeitura, o moço tirou o pino de uma ‘granada’ e deixou na sala para seu sucessor, Welberth (Cidadania).

Explico: ao assinar e publicar o Decreto 34/2020, em 19 de março, Dr. Aluizio suspendia todas as atividades econômicas, funcionamento de templos religiosos e proibia aglomerações em parques e praias da cidade. Com isso, a empresa que opera o sistema de estacionamento rotativo no município também deixou de efetuar as cobranças por conta da pandemia.

Contudo, antes de levantar da cadeira número 1 da Prefeitura, Dr. Aluizio revogou o Decreto, no dia 31 de dezembro – tornando automático o retorno da cobrança do estacionamento rotativo nas ruas.

O ex-prefeito, que não precisava ter revogado o Decreto antes de deixar o Governo, sabia, contudo, que a partir do dia 1 de janeiro, caso Welberth não agisse rápido, o novo chefe do Executivo iniciaria o mandato com o desgaste de um suposto ‘retorno’ da cobrança.

Na contramão do planos ex-prefeito, Welberth tomou duas medidas para tentar impedir que os ‘estilhaços’ da ‘granada’ atingissem o Governo: através da Secretaria de Mobilidade Urbana formou uma nova comissão para fiscalizar o contrato da empresa e renovou até o próximo dia 11 o Decreto 34/2020.

A partir desta data, então, não haverá mais restrição para as atividades econômicas no município e, consequentemente, a cobrança do estacionamento rotativo – sistema criado por Dr. Aluizio através da Câmara em 2012 – será normalizada.

%d blogueiros gostam disto: