Macaé: pagos com dinheiro público, vereador e equipe aderem à greve. Qual a sua opinião?!

Pode parecer fake news, mas é a mais pura verdade. Nesta sexta-feira, 14, enquanto milhões de desempregados fazem fila na porta de empresas em busca de um oportunidade para voltar ao mercado de trabalho, o gabinete do vereador Marcel Silvano (PT) amanheceu desta forma.

O parlamentar e seus assessores, pagos com dinheiro público, aliados de nomes como Marcelo Freixo (PSOL) e Glauber Braga (PSOL), aderiram (pasmem!) ao movimento grevista convocado por centrais sindicais – as mesmas ligadas ao PT – em ‘protesto’ contra a Reforma da Previdência. 

Vale lembrar que o único gabinete fechado na Câmara hoje é o do petista. Os demais funcionam normalmente.