Loading...
Macaé

Macaé: em áudio vazado, Paulo Antunes condiciona ações de secretarias comandadas pelo irmão e sobrinho a apoio político de líder comunitário. Ouça!

‘Um escândalo’. É como reagiram algumas pessoas que ouviram o áudio enviado ao Blog e onde Paulo Antunes (MDB) conversa com um líder comunitário e condiciona ações da Secretaria de Limpeza Pública, comandada pelo irmão, Julio Antunes, e de Iluminação, a cargo do sobrinho, Julinho Antunes, ao apoio político dentro da comunidade (ouça o diálogo no fim desta postagem).

O vereador, que esta semana já foi pauta do Blog por conta de sua atuação nos bastidores em que fez promessas a vereadores de olho na eleição da presidência da Câmara, não fez cerimônias na hora de advertir o líder comunitário sobre a postura que ele espera neste ano eleitoral.

“Você precisa decidir, amigo, qual vereador você vai ficar junto… na política ninguém serve a dois senhores”. Ainda no áudio, Paulo Antunes chegou a citar os nomes dos vereadores Maxwell Vaz (SD) e Cesinha (PROS) alegando que o líder comunitário precisava decidir entre ele e os dois parlamentares.

Entenda a denúncia

Segundo fontes do Blog, a prática, entretanto, pode ser resumida da seguinte forma: pedidos feitos e encaminhados por líderes comunitários não alinhados politicamente com Paulo Antunes, ou seja, gente que não vai pedir votos para que o parlamentar garanta seu oitavo mandato na Câmara, deveriam ser engavetados – apesar dos ofícios conterem as demandas dos bairros.

As perguntas, contudo, que ficam no ar com mais este episódio são: o prefeito, Dr. Aluízio (PSDB), tem conhecimento desta prática dentro do Governo?! E, se sim, é conivente com esse tipo de postura que faz do serviço público refém de apoios e acordos políticos?!

Com a palavra…

%d blogueiros gostam disto: