Carregando...
Governo

Macaé: é política a motivação de fake news sobre despejos da UFRJ e UFF da Cidade Universitária. Entenda!

A motivação para criar e viralizar uma fake news nesta sexta-feira, 8, sobre um suposto despejo da UFRJ e da UFF da Cidade Universitária é meramente política. Isso porque, a simples realocação de 3 salas serviu para que atores políticos entrincheirados pegassem nas ‘armas’ mais cedo do que se esperava.

Welberth (Cidadania) foi acusado de estar perseguindo as universidades públicas. No entanto, o prefeito confirmou ao Blog que a verdade é justamente o contrário: as instituições ganharam um novo bloco inteiro na Cidade Universitária, com capacidade para 2 mil alunos e estrutura de 4.500 metros quadrados de área construída, além de três pavimentos, salas da direção e de professores, biblioteca, diretório acadêmico, auditório com capacidade para até 200 pessoas, copa e sanitários.

Entenda os fatos

A narrativa politica do despejo ajuda a criar mobilização rapidamente, afinal, quem apoiaria tamanho desatino por parte do Governo? Entretanto, vale dizer que as salas citadas no suposto despejo não estão situadas em áreas cedidas à universidade, mas no prédio administrativo da extinta Fundação Educacional de Macaé (Funemac). O local, aliás, hoje é ocupado pela Secretaria de Educação e a Secretaria Adjunta de Ensino Superior.

E a mudança tem uma razão: resolver uma antiga demanda, já que o atendimento aos pais de alunos, principalmente em período de matrícula, acontecia em um prédio alugado na Linha Azul – em uma área perigosa e frequentemente marcada por assaltos e tiroteios.

No mais, a Cidade Universitária recebeu em 2020 um investimento da Prefeitura de mais de R$ 15 milhões com a construção do Bloco D para atender à UFF. Falta fundamento e lógica para sustentar o boato, entende?!

%d blogueiros gostam disto: